Abertas as inscrições para as oficinas e mesas-redondas gratuitas do
10º Festival de Teatro para Crianças de Pernambuco

Tem início, a partir da próxima semana, o Polo Formação do 10º Festival de Teatro para Crianças de Pernambuco, realizado pela Métron Produções por meio do incentivo do Funcultura PE e Sesc. O IV Colóquio do Teatro para Infância e Juventude tem comoobjetivo estimular a reflexão, o aprendizado e a troca de experiências entre os profissionais que atuam no segmento e interessados pelo fazer teatral para crianças e jovens. Haverá palestras, oficinas e mesas-redondas gratuitas para artistas e interessados. As inscrições poderão ser feitas até o dia 14 de julho, no horário comercial, pelo telefone: 81 3088.6650 ou pelo e-mail: contato@teatroparacrianca.com.br.

A programação tem início com as mesas-redondas Conversas de Infâncias nos dias 09 e 10 de julho, das 19h00 às 21h30, no Teatro Marco Camarotti (Sesc Santo Amaro).  As mesas-redondas estão sendo realizadas a partir de uma parceria entre a Métron Produções e a atriz e arte-educadora Márcia Cruz. A ideia é criar um espaço que possibilite, não apenas a apreciação, mas também a reflexão sobre as contribuições do Teatro para Infância. Para tanto, haverá dois encontros entre profissionais de áreas distintas, mas que atuam com um público afim, as crianças. Escritores, pesquisadores de teatro, professores da Educação Infantil, psicólogos e outros profissionais se reúnem para lançar suas ideias, análises, discussões, práticas e percepções sobre o tema.

A contadora de histórias Adélia Oliveira e o ator Adriano Cabral serão responsáveis por encantar o público presente. Dentre os debatedores: Alcione Melo Trindade, psicóloga e psicoterapeuta; Cícero Belmar, jornalista, escritor e dramaturgo; Edivane Bactista, atriz, jornalista e produtora cultural; Leidson Ferraz, ator, jornalista, assessor de comunicação e pesquisador teatral; Marcus Rodrigues, professor da UFPE (Colégio de Aplicação) e artista criador; Maria Tereza Tezolini, pedagoga, com trabalhos na área da literatura infantil e contação de histórias. A mediação dos debates será coordenada por Márcia Cruz, atriz, arte-educadora, produtora cultural e contadora de histórias, e Ruy Aguiar, ator, produtor cultural, dramaturgo, um dos curadores e realizador do 10º FTCPE.
Para esta atividade não será necessária inscrição.

OFICINAS - Todos os anos, as crianças também são contempladas pelo Polo Formação. Nesta edição a oficina de Iniciação Teatral será desenvolvida pela psicopedagoga, professora, coordenadora pedagógica, encenadora, atriz, figurinista, aderecista, coreógrafa e bailarina, Nelma Barros.  As aulas também acontecem no Teatro Marco Camarotti nos dias 16, 17, 18 e 19 de julho, das 14h00 às 17h00. Na oportunidade, as crianças terão contato com a cena, por meio de jogos teatrais, que despertem o universo lúdico infantil, tendo como base textos dramatúrgicos.

Os dramaturgos, literatos e artistas criadores terão a oportunidade de participar da oficina prática Dramaturgia para Crianças que será ministrada pelo dramaturgo, ator e diretor Flávio de Souza - autor de mais de 67 peças teatrais, mais de 35 livros, muitos direcionados ao público jovem. É também escritor e diretor de cinema e televisão; criador e roteirista de diversas séries de TV premiadas para o público infantojuvenil, como "Castelo Rá-Tim-Bum" e "Mundo da Lua". A atividade acontece nos dias 22, 23, 24, 25 e 26 de julho, no Teatro Marco Camarotti (Sesc Santo Amaro), 18h30 às 21h30. Flavio de Souza trabalhará com ferramentas para que cada “futuro dramaturgo” possa aprender consigo mesmo, na prática, a criar, inventar, desenvolver ideias e escrever peças de teatro especialmente para o público infantojuvenil.

Já o músico, violinista e ator Demétrio Rangel ministra a oficina Canta Ator nos dias 29, 30 e 31 de julho; 01 e 02 de agosto, na sede da Métron Produções, das 18h30 às 21h30. A ideia é trabalhar, com os atores, a musicalidade teatral e a expressão do canto em espetáculos para infância e a juventude. E também a compreensão da importância da música como fio condutor do espetáculo e as técnicas que o ator cantor deverá desenvolver para uma melhor execução do canto.

O 10º Festival de Teatro para Crianças de Pernambuco conta com incentivo cultural do Funcultura PE, Secretaria de Cultura e Governo de Pernambuco; além do apoio cultural do Sesc PE, Núcleo Sesc PE de Teatro para Infância e Juventude, da Prefeitura do Recife, da Rede Globo Nordeste e da Artepe. Uma realização da Métron Produções. Informações: 81 3088.6650.

CONVERSAS DE INFÂNCIAS.1 : Teatro, Literaturas e suas contribuições para Infância.


09 julho – 19h às 21h30
Teatro Marco Camarotti – SESC Santo Amaro

Mediação:
Márcia Cruz / Teatro & Educação- 10min
Licenciada em Educação Artística, habilitação em Artes Cênicas, pela UFPE. Especialista em desenvolvimento social pelo IUED/CH. Atriz, Produtora Cultural, Contadora de Histórias e curiosa sobre a palhaçaria feminina. Enaqunto atriz, atuou em diversos grupos do estado de Pernambuco. Em 2012, foi agraciada com o prêmio APACEPE, categoria atriz coadjuvante adulto, pela sua atuação no espetáculo Essa Febre que não Passa, do Coletivo Angu de Teatro. Desde 2011, vem aprofundando sua pesquisa sobre Teatro para Infância e Teatro Físico. Concluinte da Pós-graduação Especialização em Psicopedagogia da FAFIRE.

Apresentação Artística:
Adélia Oliveira / Contadora de Histórias – 15min
Formada em Pedagogia pela UFPE, é Ilustradora, Contadora de Histórias, Artesã, bordadeira de sonhos, imagens e palavras. Desde, 2008, estuda e pesquisa, academicamente, as formas de narrativa da palavra falada e visual. Participou de vários eventos sobre o tema, como o II ENCANTAR – Encontro de Bibliotecas, Leitura e Contação de Histórias; Laboratório de Autoria Literária Ascenso Ferreira e mais recentemente da Maratona de Contação de Histórias do Conte outra vez. As histórias sempre fertilizaram seu chão, seu imaginário. Hoje, se dedica a encontrar retalhos e costurar com linha de uma singela historia as imagens que deseja guardar da vida.

Debatedores:
Edivane Batista /Produção Cultural – 15min
Formada em Relações Públicas e Jornalismo pela UNICAP, é também Atriz e Produtora cultural. Há mais de 15anos, fundou e é Diretora da Métron Produções, produtora que vem realizando importantes projetos na área da Teatro, destaques para a “Batalha dos Guararapes - Assim Nasceu a Pátria” e “Festival de Teatro para Crianças de Pernambuco”. Ministra cursos de capacitação na área de produção cultural, a exemplo do projeto Multicultural da Prefeitura do Recife.

Cícero Belmar / Literatura – 15min
Jornalista e autor de romances, contos, biografias e peças de teatro, tendo trabalhado em diversos veículos de comunicação em Pernambuco. Ganhador do Prêmio Literário Lucílo Varejão nos anos 2000 e 2005, pelos romances Umbilina e sua grande rival e Rosselina amou a pensão de Dona Bombom. Com este último
também foi agraciado com o Prêmio de Ficção da Academia Pernambucana de Letras em 2005. A floresta encantada, Meu reino por um drama e A flor e o Sol são alguns de suas obras para teatro. Recebeu o prêmio APACEPE pelo seu texto, A flor e o Sol . De seus livros de contos, destaque para Aqueles livros não me iludem mais (2011/selo A Girafa), com o qual foi ganhador do prêmio da Academia Pernambucana de Letras, na categoria ficção, em 2013.

Alcione Melo Trindade /Psicologia – 15min Psicóloga Clínica e Psicoterapeuta (CRP 02/4736). Concluiu o Curso de Formação do Ator da UFPE e tem formação em Psicodrama. Mestra em psicologia pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFPE. Foi Professora de Psicologia da pós-graduação da FAFIRE e da Psicologia da Educação da UFPE. Mentora e coordenadora dos projetos Oficina Trela Teatro e do projeto: Convivendo com a timidez. O primeiro projeto trabalha com o Teatro da Espontaneidade e o segundo é um sociodrama temático direcionado para grupos de crianças e adolescentes tímidos e objetiva favorecer a inserção social dos participantes em diferentes contextos sócios culturais.

Debate com o público/ 20min
MAIORES INFORMAÇÕES:
Márcia Cruz
marciacruz.lacruz@gmail.com
(81) 9642 6222

 

10julho – 19h às 21h30
Teatro Marco Camarotti – SESC Santo Amaro

Mediação:
Ruy Aguiar/Produção Cultural – 10min
Formado em Marketing, é Ator, Diretor de Teatro, Dramaturgo e Produtor Cultural. Integrou o Grupo de Teatral Novo Palco, dirigido pelo Professor Marco Camarotti e o Grupo de Estudos em Dramaturgia da FUNDAJ coordenado pelo Mestre Felipe Botelho. Desde 1997 está a frente da Métron Produções, produtora que vem realizando importantes projetos na área da Teatro, destaques para a “Batalha dos Guararapes - Assim Nasceu a Pátria” e “Festival de Teatro para Crianças de Pernambuco”.

Apresentação Artística

Adriano Cabral / Teatro – 15min
Ator, Contador de Histórias, Produtor Cultural e Perfformer. Formado em Letras pela UFPE, No teatro, sempre atuou de forma autônoma realizando parcerias com diversos artistas e grupos de Pernambuco. Recebeu vários prêmios ao longo de sua carreira, destaque para os prêmios APACEPE 2008, categoria ator coadjuvante infantil e ator coadjuvante adulto. O seu teatro, vai além dos espetáculos, é uma possibilidade do artista falar sobre o sentimento humano e de expressar sua filosofia de vida. Participa do Grupo Ciganos de Luz que se apresenta em abrigos e hospitais, onde divulga a triologia desses povos: a vida, o amor e a liberdade. Na sua estrada, ministrou formações de interpretação teatral e expressão corporal. Em 2013 realizou o projeto Frevo sobre rodas.

Debatedores:

Marcus Rodrigues / Arte-Educação – 15min
Professor da UFPE lotado no Colégio de Aplicação. Formado em Licenciatura em Educação Artística – habilitação em Artes Cênicas pela UFPE e pós-graduado em Ensino de Arte (Teatro) pela mesma instituição. Na sua trajetória como professor mantém-se envolvido com o Ensino do Teatro nos diversos segmentos da educação formal o que lhe conferiu uma apropriação diversificada do fazer teatral na sala de aula. Desenvolve um trabalho de Consultoria Pedagógica tendo prestado assessorias às Secretarias de Educação de Municípios, Governo do Estado e empresas privadas nos diversos aspectos que tocam a Pedagogia do Teatro, Metodologias do ensino do Teatro e Formação de Professores.


Leidson Ferraz / Teatro e Pesquisa – 15min
Jornalista formado pela UNICAP, Assessor de comunicação, Pesquisador do Teatro e Ator profissional. Organizou e editou a coleção de livros Memórias da Cena Pernambucana em 4volumes. Em breve, publicará o resultado da pesquisa Panorama do Teatro Para Crianças em Pernambuco (2000-2010). Atualmente finaliza a pesquisa Teatro Para Crianças no Recife: 60 Anos de História no Século XX, além de Um Teatro Quase Esquecido – Painel das Décadas de 1930 e 1940 no Recife, ambas com incentivo do Funcultura. Como ator, as experiências mais recentes são Olivier e Lili: Uma História de Amor em 900 Frases, do Teatro de Fronteira; O Amor do Galo Pela Galinha D’Água, com o Grupo Teatral Quadro de Cena; e Trupizupe, o Raio da Silibrina, com produção de Pedro Portugal (nos dois últimos trabalhos recebeu os troféus de melhor ator coadjuvante no Festival Janeiro de Grandes Espetáculos, no Recife, respectivamente em 2007 e 2009).

Maria Tereza Tezolini/ Educação Infantil – 15min
Formada em Letras pela Universidade de Sorocaba e Pós-graduada em Língua Portuguesa pela UNICAP. Atua, há 18anos, na educação infantil, mais precisamente na Ensino Fundamental 1. Na sua prática, sempre desenvolveu projetos voltados para área de Literatura, estimulando a aproximação das crianças ao mundo das letras, dos quais destaca o projeto Autores Inesquecíveis que promoveu um passeio literário da turma entre escritores renomados, em seguida, cada criança selecionou seu escritor predileto e em grupo deram um mergulho nas obras do seu autor inesquecível. Atualmente, está à frente da Biblioteca de sua escola, onde continua desenvolvendo projetos de estímulo à leitura, utilizando-se, entre outros recursos, a Contação de Histórias.

Debate com o público/ 20min

MAIORES INFORMAÇÕES:
Márcia Cruz
marciacruz.lacruz@gmail.com
(81) 9642 6222

 

Oficina Iniciação teatral para crianças
"A identidade de cada um não é um da do imutável. Nem externo, que possa ser adquirido. Mas é um processo de construção do sujeito historicamente situado."(Pimenta,2002,p.18)

O Teatro além de desenvolver as habilidades expressivas e desvelar o conhecimento estético produzido historicamente, também é responsável pela orientação cultural. Ela faz parte da nossa identidade cultural, revelando nossa maneira de ver o mundo. Classificado pela Unesco como patrimônio cultural imaterial, o Teatro, permite o conhecer, a valorização e experimentação cultural, afirmando a diversidade cultural, salvaguardando o tesouro cultural:as Crianças!

Objeivo geral: Possibilitar uma práxis de contato com o fazer teatral, favorecendo a sua apropriação a partir de jogos teatrais, destacando a identidade cultural através do universo lúdico infantil, tendo como base o texto de Adriana Falcão: Mania de Explicação.

Conteúdo: .
Dia 16: Dramaturgia corporal-Serão trabalhados:Alongamento,aquecimento, equilíbrio e força; .
Dia 17: Ritmo teatral - Abordaremos:Voz, aquecimento vocal, tempo, espaço, intensidade e volume; .
Dia 18: Formas teatrais-Confecção de fantoches; .
Dia 19: Ensaio e apresentação para pais e responsáveis de esquete com as crianças com trechos de textos de Adriana Falcão :Mania de Explicação.

Público alvo: Crianças de 5 até 10 anos.
Carga horária: 15 horas/aula

Mediadora: Nelma Barros-Psicopedagoga, professora, coordenadora pedagógica, encenadora, atriz formada pelo Núcleo Sesc, figurinista, aderecista, coreografa, bailarina.Profere aulas de teatro para crianças em Jaboatão e curadora da Mosteja.

OFICINA DE DRAMATURGIA

POUCA TEORIA – Não bibliográfica. Apresentação de conhecimento adquirido principalmente na prática. Discussões sobre os temas a partir de textos escritos pelo oficineiro.

MUITA PRÁTICA – Exercícios de aquecimento, “desencanação”, experimentação em criar histórias, personagens, diálogos, etc.

OBJETIVO – Dar ferramentas para cada “futuro dramaturgo” aprender consigo mesmo, na prática, a criar, inventar, desenvolver ideias e escrever peças de teatro especialmente para o público infanto-juvenil.

DRAMATURGIA PARA CRIANÇAS
TEMAS: - Escrever ficção.
- Escrever ficção para teatro, cinema e televisão especialmente para crianças.
- História / Enredo - especialmente para crianças.
- Personagem - especialmente para crianças.
- Diálogo - especialmente para crianças.
- Descrições / Rubricas.
- Conclusões – Projeções.

Duração: 15 horas/aulas
Período: 22, 23, 24, 25 e 26 de julho
Horário: 19h00 às 22h00

Público alvo: Dramaturgos, literatos e artistas criadores Alunos por turmas: 30 alunos
Local: Sesc Santo Amaro (Rua 13 de Maio, nº 455, Santo Amaro - Recife/PE)

Mediador: Flavio de Souza (Dramaturgo, ator e diretor, o paulista Flávio de Souza é autor de mais de 67 peças teatrais, mais de 35 livros, muitos direcionados ao público jovem. É também escritor e diretor de cinema e televisão; criador e roteirista de diversas séries de TV premiadas para o público infantojuvenil, como "Castelo Rá-Tim-Bum" e "Mundo da Lua").

A Musicalidade no Teatro Para a Infância e a Juventude

Oficina: Canta Ator

Objetivo: Trabalhar a musicalidade teatral e a expressão do canto em espetáculos para infância e a juventude. Bem como; a compreensão da importância da música como fio condutor do espetáculo e as técnicas que o ator cantor deverá desenvolver para uma melhor execução do canto.

Duração: 15 horas/aulas
Período: 29, 30 e 31 de julho; 01 e 02 de agosto
Horário: 18h30 às 21h30

Público alvo: atores, cantores e artistas que querem trabalhar através do canto.
Alunos por turmas: 30 alunos
Local: Métron Produções (Rua Tabira, nº 109 – Boa Vista, Recife-PE / Na rua da Acadepol e Banco de Sangue Hienne)

Mediador: Demétrio Rangel (Natural do Recife, Cantor e violonista pela OMB, ex-aluno do curso regular do Centro Profissionalizante de Criatividade Musical do Recife, que já compôs várias trilhas musicais para teatro Pernambucano. Sim, é desde 1993 que se dedica a compor e dirigir trilhas sonoras para teatro. Entre tantas direções musicais podemos ressaltar o premiado espetáculo: ¨A Terra dos Meninos Pelados ¨2002/03,dos originais de Graciliano Ramos um musical destinado para o público infantil; prêmio de melhor trilha sonora no festival Janeiro de Grandes Espetáculos. Também ¨Coiteiros¨-2005/07 do Paraibano; Altimar Pimentel que fez circulação pelo auto sertão e ¨A Chegada da Prostituta no Céu¨. -2006/07 dos cordéis de J. Borges com circulação em cinco cidades de Curitiba. Tem dois Cd gravados e se dedica ao estudo da voz e preparação vocal de atores e cantores).