Teatro Luiz Mendonça (Parque Dona Lindu)
Dias 21 e 22 de julho (Sábado e domingo) / 16h30

Pluft, o fantasminha
Texto: Maria Clara Machado                                                                            
Direção: Antônio Rodrigues
Elenco: Raul Elvis, Manu Costa, Sônia Carvalho, Rogério Wanderley, Monique Nascimento, Ana Souza, Renata Mendes e Antônio Rodrigues
Fotografia: Valdemir Rodrigues
Classificação: Recomendado para crianças a partir de 3 anos                               
Duração: 50 minutos                                                                                                                          
Realização: Cênicas Companhia de Repertório / Cênicas Núcleo Paralelo (Recife-PE)

A peça conta a história do rapto da Menina Maribel pelo cruel Pirata Perna-de-Pau. O vilão esconde a menina no sótão de uma velha casa abandonada, onde vive uma família de fantasmas: a Mãe, que faz deliciosos pastéis de vento e conversa ao telefone com Prima Bolha; o fantasminha Pluft, que tem medo de gente; Tio Gerúndio, que passa o dia inteiro dormindo dentro de um baú; e Xisto, o primo aviador que surge de vez em quando para ajudar os familiares. A trama se concentra na procura do tesouro do avô da menina, o Capitão Bonança, que morreu no mar deixando, a sua herança: o tesouro. Mas a grande chave da poesia teatral criada pela autora é a amizade que surge entre a Menina Maribel e o Fantasminha Pluft. Os momentos de comicidade ficam por conta dos amigos de Maribel, o trio clownesco João-Julião-Sebastião, que vai a sua procura para salvá-la.

Escrito em 1955, Pluft, o Fantasminha é a peça mais popular da dramaturga Maria Clara, e até hoje, é montada em vários lugares do Brasil e exterior.

VOLTAR A PROGRAMAÇÃO